Cabedelo: Começam a surgir surpresas nas alianças do candidato a prefeito Vitor Hugo

Vitor Hugo e Mersinho Lucena (Foto: Divulgação/Assessoria)

O candidato a reeleição a prefeito de Cabedelo, o Democrata Vitor Hugo, parece estar tendo algumas surpresas inesperadas com suas alianças. Primeiro com a escolha do seu vice, Mersinho Lucena (Republicanos), filho do ex-senador e ex-prefeito de João Pessoa Cícero Lucena (Progressista), que também pretende retornar a governar a Capital

 Desde o anúncio do seu vice na convenção do partido realizada no último domingo, muitas pessoas veem questionado sobre quem é o vice de Vitor Hugo. Mercinho Lucena, que também é empresário já foi Secretário de Esportes de Cabedelo a convite do então prefeito Leto Viana e, na época, negou interferência do seu pai, o ex-senador Cícero Lucena no processo.

Mesmo com a prisão e saída de Leto Viana do cargo de prefeito, Mercinho permaneceu na prefeitura e recebeu todo o prestígio do então gestor Vitor Hugo, assumindo ao cargo de Secretário de Ação Governamental e Articulação Política. O motivo de tanto prestígio ainda é um mistério não desvendado, já que Mercinho não só é desconhecido como não possui raízes no município.

Lembrando:

Apesar do atual prefeito Vitor Hugo também não possuir raízes na cidade portuária e de ser considerado como “forasteiro” por alguns opositores, acabou assumindo a prefeitura interinamente em abril de 2018, após as denúncias da Operação Xeque Mate, que culminou com a prisão e cassação do mandato do então prefeito Leto Viana, acusado de comprar o mandato do prefeito eleito Luceninha.

Em janeiro de 2019, houve nova eleição da Mesa Diretora da Câmara. Vitor Hugo venceu durante tumultuada disputa contra a vereadora Geusa Ribeiro para presidente da Câmara e voltou a assumir interinamente a prefeitura.

Em 17 de março de 2019, o Tribunal Regional Eleitoral realizou eleição suplementar no município, elegendo-o como prefeito.

O Governador não compareceu à convenção

Apesar de ter sido anunciado o apoio do governador, João Azevêdo (PSB) não compareceu ao evento alegando estar cumprindo outra agenda no interior do Estado.

Começam as surpresas

O pai do candidato a vice de Vitor Hugo, segue inelegível em virtude da condenação no Processo n.° 015.688/2007-6, do Tribunal de Contas da União. Levando em consideração este fato, Cícero está inelegível até 25 de maio de 2026, data em que completará 8 (oito) anos do julgamento em definitivo que resultou na rejeição das contas do convênio firmado com a EMBRATUR, em 2000, para reforma da calçadinha da orla.

Cícero Lucena é pai do vice de Vitor Hugo

Desde que Cícero Lucena fez um pedido de emissão de certidão sobre sua condição de elegibilidade em 14/08/2020, nenhuma outra movimentação ocorreu no processo que tramita no TCU. Considerando que não há nenhum pedido liminar de Cícero incluído nas pautas de julgamento para o mês de setembro, o pré-candidato vai participar das convenções do Progressista com o status de inelegível.

Segundo o calendário oficial da Justiça Eleitoral, as convenções partidárias devem ser realizadas até o dia 16 e o pedido de registro de candidatura pode ser protocolado até o dia 26 deste mês, sendo este o momento em que o TRE irá verificar as condições de elegibilidade dos candidatos que apresentarem suas postulações.

Cícero foi condenado, pelo TCU, à rejeição de contas do convênio firmado entre a Prefeitura de João Pessoa-PB e a EMBRATUR, no ano de 2000. Os gestores que têm contas rejeitadas por Tribunais de Contas são considerados inelegíveis, por força da Lei da Ficha Limpa.

Será que novas surpresas surgirâo

One thought on “Cabedelo: Começam a surgir surpresas nas alianças do candidato a prefeito Vitor Hugo”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *