Corpo de Pinto do Acordeon é velado no Parque das Acácias e sanfoneiros fazem homenagem; vídeo

Vídeo que circula nas redes sociais mostra um grupo de músicos, com sanfonas, zabumba e triangulo, tocando em um salão no Cemitério do Parque das Acácias, na noite desta terça-feira (21), enquanto aguardava, juntamente com os familiares, a chegada do corpo do cantor e compositor paraibano Pinto do Acordeon.

O velório vai acontecer durante toda a noite no cemitério do Parque das Acácias, localizado na rua Luiz de Lima Freire, 200, no bairro de José Américo de Almeida. O velório vai seguir as normas sanitárias.

Na quarta-feira (22), o cortejo em carro aberto saíra do cemitério da Capital, por volta das 9h, para a cidade de Patos, com parada prevista na cidade de Santa Luzia.

A previsão de chegada do corpo do artista em Patos é por volta das 14h, com cortejo em carro aberto saindo do Posto Tigrão até o Cemitério Jardim da Paz, que fica na BR 230, KM 328, na Vila Mariana em frente ao Parque Religioso Cruz da Menina, onde acontecerá o sepultamento.

A família do cantor em luto antecipa os agradecimentos.


Foto: Rafael Passos/Secom-JP

Os músicos Waldonys e Amazan postaram vídeos nas redes sociais para homenagear o artista Pinto do Acordeon, que faleceu na madrugada desta terça-feira (20) em um hospital de São Paulo. Natural de Conceição, Sertão da Paraíba, Pinto já estava há muito doente devido a complicações de saúde provocadas por um câncer na bexiga.

Em um vídeo, Waldonys canta parte da música “Neném Mulher”, composição de Pinto grava por vários artistas, para homenagear o músico paraibano. Em seguida, o artista de Fortaleza afirma que a música brasileira estava de luto e que o forró havia sofrido uma grande perda.

“A música popular nordestina, o nosso forró, amanheceu muito, muito triste hoje. Pesar grande com a partida do nosso querido Pinto do Acordeon. Pinto é um astista que fez tanta coisa boa pelo forró. Tudo pelo amor ao forró”, comenta Waldonys.

O poeta Amazan destaca, em um outro vídeo, que “na seleção de cantores da música do Nordeste, Pinto do Acordeom sempre teve e terá seu lugar como titular”. No vídeo, Amazan também homenageia Pinto declamando uma rima: “O Pinto que cantou mais do que o Galo de Campina foi a chamado de Deus cantar na mansão divina e reforçar o elenco da seleção nordestina”.

Soltando O Verbo com paraiba.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *