ARRUMANDO A CASA? Prefeita em exercício de Camaragibe anuncia exoneração de 410 servidores

Há duas semanas no cargo, após a prisão e afastamento de Demóstenes Meira pelo prazo de 180 dias, a prefeita de Camaragibe, Nadegi Queiroz (DC), disse, em entrevista coletiva na manhã desta quinta-feira (04), que exonerou 410 dos 3.202 servidores municipais foram exonerados. De acordo com a gestora, dos que saíram, 260 eram comissionados e 150 comissionados, sendo estes “fantasmas”, ou seja, que não foram localizados pelos órgãos municipais. O impacto será de R$ 1 milhão em economias mensais nos cofres públicos.

 
“Em nenhum local da área da saúde, foram encontradas as 150 pessoas comissionadas e afastamos os vínculos”, disse Nadegi Queiroz. Ainda de acordo com a prefeitura de Camaragibe, os 15 dias iniciais no cargo foram direcionados a avaliações de contratos, convênios e do quadro financeiro. Nesse momento, as principais dívidas de Camaragibe são com repasses ao fundo de previdência (Funprecam), encargos a bancos e débitos a fornecedores, como energia, telefone e serviços de manutenção de prédios públicos. 


Em relação ao saldo bancário encontrado nos cofres públicos ao encontrar a gestão após a saída do prefeito afastado Meira (PTB), a nova gestão declarou que o valor visto foi de cerca de R$ 3,8 milhões. “Estamos fazendo uma programação financeira de pagamentos. No campo do pessoal, a nossa folha é excessivamente alta, o que causa um impacto bastante grande nas limitações impostas pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF)”, explicou o secretário de Finanças Alex Tonat. De acordo com ele, a folha de pagamento do mês de junho deve ser paga a todas as áreas até esta sexta-feira (5). Enquanto isso, o pagamento da primeira parcela do 13º salário ainda não foi feito. Por acordo com os servidores, a etapa inicial de pagamento é feita em junho, mas, pela lei, o prazo é até o fim de novembro, portanto, há prazo ainda para a Prefeitura efetuar os créditos. 


A prefeita Nadegi Queiroz ainda declarou que o débito do município no momento chega a R$ 11,8 milhões. “A nossa folha de pagamento é de R$ 13,3 milhões aproximadamente, e a cidade arrecada cerca de 17 milhões de reais por mês. Além disso, temos débitos com aluguéis, Celpe e serviços de telefonia. Há pendências em torno de 600 mil reais”, declarou. De acordo com a gestora, a principal preocupação do momento é com a situação da saúde, mas, segundo ela, foi feito um levantamento nas unidades de atendimento da áreas, e todos os serviços continuarão funcionando.

 
Taty Dantas


De acordo com a prefeita Nadegi, a noiva do prefeito afastado Demóstenes Meira, Taty Dantas, foi exonerada do cargo de secretária de Assistente Social assim que a atual gestão tomou posse. Além dela, saíram dois bailarinos que era comissionados na Secretaria de Esportes e Lazer. “A gente tem que trabalhar ao lado de um corpo técnico em que confiamos”, frisou a atual prefeita. 


O ex-prefeito Demóstenes Meira foi preso preventivamente no dia 20 de junho por suspeitas de corrupção, lavagem de dinheiro e fraude em licitação. Ele nega as acusações. A defesa entrou com habeas corpus no Superior Tribunal de Justiça (STJ), mas teve pedido negado pelo ministro Jorge Mussi no dia 25 de junho.

Wellington Costa com Diário de Pernambuco/
Foto: Victor Patrício/ Divulgação

One Reply to “ARRUMANDO A CASA? Prefeita em exercício de Camaragibe anuncia exoneração de 410 servidores”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *