EM PAULISTA: Ambulante se entrega à polícia e é preso por matar passageiro em terminal, após briga entre vigilantes e camelôs

José Renato da Silva foi autuado em flagrante por homicídio; crime aconteceu na sexta-feira (28), no Terminal Integrado Pelópidas Silveira, em Paulista.

Um vendedor ambulante foi preso na tarde deste sábado (29) por matar um passageiro de ônibus durante uma briga entre vigilantes e camelôs no Terminal Integrado Pelópidas Silveira, em Paulista, no Grande Recife. A confusão aconteceu na sexta-feira (28).

De acordo com o delegado Alaumo Lima, plantonista no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), José Renato da Silva, de 39 anos, se apresentou espontaneamente para policiais militares, que o conduziram até o DHPP.

O ambulante foi autuado em flagrante por homicídio e passará por audiência de custódia. Ainda segundo o delegado, o ambulante tem passagem pela polícia por tráfico de drogas.

“Ele disse que houve um desgaste com dois vigilantes por conta da repressão ao comércio proibido. Ele entrou em luta corporal com um vigilante, que deixou a arma cair. Ele disse que o outro [vigilante] atirou contra ele e que, com a arma que caiu, ele atirou de volta. Que o diácono [a vítima fatal] estava no lugar errado na hora errada”, detalhou Alaumo Lima.

O passageiro que foi atingido e morreu no local foi identificado como Cristiano Ledson Silva Amorim, de 44 anos. Ele era diácono na Assembleia de Deus. Os policiais militares chegaram a levar Cristiano para o Hospital Miguel Arraes, no mesmo município, mas ele já estava morto.

O segurança Fernando Azevedo de Araújo, de 62 anos, caiu e bateu a cabeça no chão, mas não foi atingido por tiro. Ele foi socorrido no Hospital da Restauração (HR), no Centro do Recife. O estado de saúde dele permanece estável, segundo a unidade.

Entenda o caso

Um passageiro de ônibus foi morto a tiros e um segurança ficou ferido durante uma briga ocorrida no Terminal Integrado Pelópidas Silveira, em Paulista, no Grande Recife. De acordo com a Polícia Militar, o crime aconteceu, na tarde da sexta-feira (28), após uma confusão envolvendo ambulantes e responsáveis pela vigilância do local. 

Segundo o Grande Recife Consórcio de Transporte, responsável pelo gerenciamento do terminal, a briga aconteceu por volta das 17h.

Em nota, o Grande Recife informa que o TI Pelópidas Silveira conta com uma equipe de seis vigilantes patrimoniais.

Segundo o texto, neste sábado (29) “o equipamento foi reforçado com a presença de quatro membros da Gerência de Segurança Institucional, departamento criado em 2015, que trabalha em parceria com a Dircon, apreendendo mercadorias comercializadas nos Terminais Integrados e Estações de BRT”. O Consórcio reforça ainda que vai prestar todos os esclarecimentos necessários às investigações.

Do G1PE
Foto: Google Street View  

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *