Sem projetos e sem turismo, Cabedelo será beneficiado com R$ 200 mi do Governo Federal

Convento do Almagre, em Ponta de Campina, Cabedelo/Imagem da Internet

Ministério do Turismo apresentou na manhã desta segunda-feira (10) o programa Investe Turismo”. Fruto de uma parceria entre o Governo Federal com o Instituto Brasileiro do Turismo (Embratur) e o Sebrae, o programa tem por objetivo aumentar a oferta turística nas cidades envolvidas no programa.

O evento contou com a presença de autoridades como o secretário de Turismo e do Desenvolvimento Econômico da Paraíba (SETDE-PB), Gustavo Feliciano, e o Ministro do Turismo, Marcelo Álvaro.

De acordo com o Ministro, o projeto visa promover as rotas, tanto no Brasil como no exterior, a capacitação profissional de todos os trabalhadores do setor compondo essa rota, e também, um estudo de viabilidade de investimentos, para que a gente consiga trazer a infraestrutura turística para essas rotas.  

O Governo Federal investirá R$ 200 milhões na estruturação de 30 rotas turísticas espalhadas pelo Brasil, na Paraíba, além da Capital João Pessoa, foram contempladas mais duas cidades que compõem o Litoral Norte: Conde e Cabedelo, que serão beneficiadas com R$ 200 milhões.

Apesar do forte potencial turístico que Cabedelo possui, não há – pelo menos de forma visível – investimentos no turismo local. Os principais pontos turísticos da cidade vêm ao longo dos anos, esquecidos e sem serem inseridos em projetos que visem a promoção turística, a exemplo da ilha de Areia Vermelha, a Fortaleza de Santa Catarina, o pôr-do-sol do Jacaré, o Convento do Almagre, a orla marítima, e outros pontos.

Espera-se que com esta verba federal, investimentos sejam feitos e que seja usada de modo a beneficiar e alavancar o turismo local gerando emprego e renda. Cabe agora aos parlamentares a fiscalização do executivo e criação de projetos de curto, médio e longo prazo (cumpram sua função) que passem desde a infraestrutura das ruas de acesso aos pontos turísticos, treinamento e incentivos aos comerciantes que comercializam comidas típicas, apoio aos artesãos e investimentos na segurança pública, componentes primordiais para se obter avanços exitosos no turismo. Quem viver, verá.

Da Redação do Soltando O Verbo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *